Festas de final – de – ano exigem cuidados especiais com os animais

novembro 11, 2009

Vininha F. Carvalho
vininha@uol.com.br
www.animalivre.com.br

A melhor maneira de garantir ao seu animal de estimação um feliz natal e um próspero ano novo, é mantê-lo longe das festas e na sua rotina alimentar.

O costume de oferecer os restos da mesa pode resultar em sérios problemas de saúde e até levá-lo a morte.

Ossos de frango, de porco, de carneiro e caroços de frutas, especialmente de pêssego, pode causar obstruções e perfurações no intestino.

Outro descuido sério é permitir a ingestão de bebidas alcoólicas.

Uma pequena quantidade de cerveja, por exemplo, em muitos casos é suficiente para causar coma e morte rápida.

A chegada dos convidados para a festa pode alterar o comportamento do animal, onde mesmo os mais dóceis, podem se tornar agressivos diante de pessoas estranhas ao seu convívio.

Para quem deseja presentear alguém com um filhote, é muito importante consultar o futuro proprietário, se ele deseja realmente ter, cuidar e se responsabilizar pelo animal.

Entre os cães existem inúmeras raças, cada uma tem sua peculiaridade e isto deve ser analisado na hora da aquisição. Alguns se adaptam melhor à pessoas ativas e outras são excelentes para companhia, podendo permanecer ao lado do dono simplesmente observando-o.

A compra impulsiva de certas pessoas e a falta de orientação, associadas aos maus criadores resultam no aumento do número de animais abandonados ou sujeitos a enormes sofrimentos.

Um presente muito interessante é oferecer ao amigo um animal adotado, pois agindo assim , estará dando prova que sua amizade é sincera e sem preconceito.

Jamais entregue o filhote durante a festa, isto poderá gerar muita curiosidade nas pessoas presentes e um enorme pânico no indefeso animalzinho.

Infelizmente, durante esta época do ano, ocorre um crescente número de incidentes com os cães e gatos, mas evita-los é fácil, basta-se agir com os devidos cuidados.

É aconselhável que ele fique em um lugar tranqüilo e que possam ter acesso ao seu esconderijo, quando explodirem os rojões.

Os fogos de artifício são responsáveis por inúmeros acidentes , dos mais variados tipos, principalmente com cães, por terem a audição muito avançada, o incomodo é maior.

É grande o número de fugas e o consequente desaparecimento do animal, atropelamentos, ataques (investidas contra os próprios donos e outras pessoas), brigas (inclusive com outros animais com os quais convivem), mutilações em grades e portões, enforcamentos com as próprias coleiras,afogamentos em piscinas, quedas de andares e alturas superiores, aprisionamentos indesejados em porões e em lugares de difícil acesso, além de paradas cardiorespiratórias, etc.

Em pânico, o animal desorientado entra em desarmonia com o ambiente.

Isso não é bom para ele, e se tratando de cães de grande porte, passa a ser também muito perigoso para as pessoas convidadas e outros animais presentes no local.

O dono responsável evita este tipo de situação, garantindo condições de segurança, evitando ambientes muito barulhentos que podem provocar o descontrole no animal.

Alguns veterinários indicam o uso de tampão de algodão nos ouvidos, que deverão ser colocados minutos antes e tirados logo após a queima dos fogos, assim como, calmantes naturais que apresentam resultado bastante eficiente para os animais que apresentam marcante mudança de comportamento.

Guarde para o animal o seu melhor momento, sua intimidade.

Ele não precisa de muita gente em volta para se sentir feliz, mas de um dono consciente que saiba garantir segurança e oferecer muito carinho.

Sobre o Autor

Administradora de Empresas, Economista, Jornalista e Ambientalista, atuando como defensora do direito dos animais

Share This Post

Post a Comment


    Nome:
    Email:
    Cidade:
    Estado:
    Verificar:

    Suas informações são protegidas e não serão divulgadas para terceiros.


© 2018 - Festare - Empresa de E-nowa - Desenvolvido com Hataba Prime