Conte sua História


Amor de Verão Sobe a Serra

Tudo começou no dia 13/10/2000, horário 09:30 h, data esta onde com muito custo meus pais me convenceram a descer com eles para Mongaguá. Eu era um cara que estava desencanado de qualquer tipo de relacionamento, tendo em vista que havia saído de um casamento faziam 02 anos. Neste dia, aconteceu algo que nem imaginaria acontecer. Naquele dia estava um tempo nublado e saí da casa para fazer uma caminhada na praia, avistei 02 irmãs nadando com um senhor do lado (que logo deduzi ser o pai delas); como me interessei por uma das moças logo no primeiro olhar, usei minha tática nº 43 NHA-NHA, e cheguei no velho para trocar uma idéia. E o pobre futuro sogro nem imaginava que o que me interessava de verdade era a princesa que estava nadando, a dona Rosana. Cheguei com um papinho meio que de Mane, tipo, "A água ta fria né!!!" E o velho nem bola deu para este pobre rapaz cara de pau. Enfim, meio como num olhar de gavião, fiquei na captura no momento certo, na hora certa para dar meu bote; onde inesperadamente um menino estava se afogando a uns 50 metros para o fundo onde eu estava. E como num passo de herói, fui nadando até o menino para salva-lo onde nossos olhares se cruzaram. Na realidade quase deixei o moleque se afogar, pois o que eu queria mesmo era chegar junto naquela princesa. No retorno do salvamento, minha presa tinha sumido de repente. Quando a avistei, ela estava sentada na beira da praia me observando e quando cheguei próximo a ela, e no momento de dar o bote, quem aparece.... a Dona Graça (minha mãe) é lógico; para que eu a levasse na beira da água pois queria molhar as pernas. E como um bom menino levei-a meio que desesperado. No retorno, cadê a mulher, sumiu de novo. Pensei, aí danou-se, pois a chance quase que não bate 02 vezes na mesma porta. Retornei junto de minha família, e chamei meu tio Ivan para tomar uma cerveja no quiosque. Quando chegamos lá, meu tio me deu um toque mostrando uma moça que estava olhando em minha direção, era ela, linda com aqueles olhos de esmeralda só me observando. Quando percebi que ela fechará o carro dela, onde foi guardar uma bola de vôlei só para disfarçar, dei a volta atrás do quiosque, e adivinhem, acreditem se quiser, na mesma direção a família dela, com o guarda-sol, as cadeiras de praia, indo em direção do carro para ir embora. Sei que tinha menos de 30 segundos para a abordagem, onde abordei-a olhando em seus olhos de esmeralda dizendo : - Bem, não nos conhecemos, mas nossos olhos já se conhecem desde a manhã, qual sua graça? (Graça é FRÓIDE, qual seu nome porra pensei comigo). E ela me disse : Rosana. Daí retruquei : - Meu nome é Fábio, temos menos de 30 segundos para nos apresentar, estou flertando contigo já a mais de 3 horas e quero lhe conhecer, sei que seus pais já estão indo embora, e gostaria de marcar um encontro aqui na praia as 16:00 h, pode ser ou tá difícil. Enfim, esta história é muito longa e bonita, mas enfim resumindo, estamos casados a 9 anos e temos uma linda filhinha chamada Nicole, fruto de nosso “Amor que subiu a Serra”. Fábio Tadeu.

História de: Fábio Tadeu da Cunha

Data: 11/10/2009 ás 08:37:31

 


Conte você também a sua história

*

*

*

*

(*) Campo Obrigatorio

 

Receba o Ebook!


* Nome:
*  Email:
*  Verificar:


Enquete

O que você considera mais importante em um Evento ?